PT requer ao TSE a inelegibilidade de Luciano Huck

Nesta última terça-feira (09/01), o Partido dos Trabalhadores protocolou uma representação no Tribunal Superior Eleitoral contra as Organizações Globo de Televisão e os apresentadores Fausto Silva e Luciano Huck. A ação foi encabeçada pelo Senador Lindbergh Farias e pelo Deputado Paulo Pimenta.

Segundo os autores da peça:

(…) durante vários minutos, em rede nacional, discorreram acerca da necessidade dos brasileiros darem espaço para uma candidatura nova, diferente de tudo e de todos que aí se encontra, capaz de agregar novos valores à política e à vida nacional, de modo que somente através de candidaturas como a representada por Huck, o País e as futuras gerações poderiam vislumbrar um futuro melhor (…) promoção da pré-candidatura dele [Huck] através de artifícios (entrevista despretensiosa) que objetivam auferir dividendos eleitorais, afetando desde logo a isonomia entre os pré-candidatos (…).

Dessa forma, o PT requer o posicionamento da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, alegando a caracterização de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação da TV Globo e do apresentador Fausto Silva. Ao passo que, o pretenso candidato Luciano Huck, deve ser enquadrado como inelegível e/ou sofra a cassação do registro da respectiva candidatura.

Em nota, a TV Globo negou que tenha feito qualquer campanha para Luciano Huck. A emissora afirma que em anos eleitorais, impede que contratados que queiram se candidatar permaneçam no ar, concluindo que não apoia nenhuma candidatura.

Posto isso, você concorda que o possível candidato à presidência, Luciano Huck, pode ser considerado como diferente de tudo e de todos, capaz de agregar novos valores à política e à vida nacional?

Deixe sua opinião nos comentários.

Let’s block ads! (Why?)

Jusbrasil Notícias

Related posts