Ciro Gomes e a ausência de progesterona

​Ciro Gomes dos 23 anos aos 36 anos de idade construiu uma carreira pública meteórica (deputado – prefeito – governador). Até tentar se enveredar pela esfera federal. Tentou ser ministro da fazenda e foi, mas de forma infecunda.

Ciro foi ministro da fazenda do Presidente de Itamar Franco, mas não ficou por muito tempo. De igual forma, foi ministro da fazenda do Governo FHC tendo ficado ridículos 116 dias no cargo. Porque tão pouco tempo? Ao invés lançar seus projetos aclamadados, promoveu uma desoneração tributária arriscada para industria nacional e para o emprego. Logo logo conseguiu inimigos, dentre eles José Serra e hoje demoniza qualquer coisa do governo FHC. O problema de Ciro Gomes é a vaidade, sempre tente brilhar mais do que o Sol. Outra característica é são frases de efeitos e faz declarações bombásticas. Como tem feito agora a respeito de outros pré-candidatos já que se aproxima o período eleitoral (2018).

Ciro Gomes chamou João Doria de lobista e corrupto, Jair Bolsonaro de caricato e criminoso, e disse que Marina Silva não poderia participar desta eleição: “2018 é pra quem tem testosterona”.

Aliás, ele se lança como candidato a presidente da república pela terceira vez. Tem rodado o país e feito palestras quase que diariamente. Como candidato Ciro se apresenta sempre da mesma forma, vinculado-se a centro esquerda. Portador de excelentes ideias de políticas públicas capaz de resolver questões fundamentais do governo federal. Economia é com ele mesmo (será?).

A Reforma Tributária de Ciro Gomes impõe a criação de um único imposto, privilegiando a tributação sobre o acumulo de capital ao invés de tributar consumo que atinge os mais pobres. Entretanto, quando foi ministro do governo FHC não apresentou qualquer medida que seguisse essa linha.

A Reforma orçamentária de Ciro Gomes ressuscita a velha rediscussão de auditoria da dívida pública, ou o que ele chama “alongamento da dívida pública”. Entretanto, ele já foi ministro da fazenda por 2 vezes e não se viu ou se ouviu qualquer pronunciamento do Ministro Ciro a respeito de tal projeto.

Ao que parece Ciro Gomes tem ideias maravilhosas, mas seus projetos nunca foram adiante. De duas uma: ou o candidato mente nas campanhas para atrair eleitores de centro-esquerda com projetos anticapitalistas, o que não admitira como premissa verdadeira; ou o candidato é infecundo, pois gera projetos sem qualquer capacidade de fecundação. Já que quando foi Ministro de Estado por duas vezes da fazenda sequer habilitou seus projetos para discussão junto ao governo do qual fez parte.

Isto sugere uma conclusão, falta no pré-candidato e ex-ministro Ciro Gomes, progesterona que é um hormônio feminino responsável pela fecundação do óvulo. Sem ele não há fecundação. Talvez se Ciro Gomes desse menos importante a testosterona na sua vida pública e mais a progesterona, seria capaz de fecundar os projetos que tanto defende, promove e acredita.

Let’s block ads! (Why?)

Jusbrasil Notícias

Related posts