STF envia a Moro acusações sobre propina no governo FHC

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, decidiu enviar ao juízo de primeiro grau trechos da delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) sobre suposto pagamento de propina na Petrobras durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Cabe ao juiz federal Sergio Moro definir se tem competência para ficar com o caso.

Em um dos termos de delação, Delcídio declarou que, entre 1999 e 2001, quando ocupou cargo de diretor de Gás e Energia da estatal, só a compra de uma máquina para uma refinaria rendeu propina de U$ S 10 milhões. Segundo ele, o dinheiro “possivelmente” foi destinado a políticos ligados ao extinto PFL (atual DEM).

Zavascki atendeu pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para retirar do STF a investigação dos fatos, por não envolver pessoas com foro privilegiado. Para Janot, é preciso “averiguar até que ponto as declarações do colaborador encontram eco” nos fatos apurados até o momento na operação “lava jato”. Com informações da Agência Brasil.

Powered By WizardRSS.com | Full Text RSS Feed

Consultor Jurídico

Related posts